Cuidados no Outono da Vida

A vivacidade do verão vai diminuindo. Seu brilho e calor vão esmaecendo. Aos poucos novas cores tomam o horizonte. As folhas verdes tornam-se amarelas, vermelhas e caem. O chão está multicor tomado dessas folhas amarelas, vermelhas, marrons. A temperatura é amena. É outono.

Podemos ver a vida permeada por estações. Se as crianças representam a primavera, os jovens o verão, os adultos o outono, os idosos o inverno. E assim como cada estação tem suas peculiaridades, requer cuidados e mudanças de hábitos próprios da estação, assim também os períodos da vida.

Com o avançar da idade, cuidados adicionais são necessários. Surgem algumas doenças, dores nas costas, mal estar inexplicáveis, e a farmácia domiciliar tende a aumentar. Lembramo-nos das doenças dos pais e avós, e ficamos sabendo que a tia-avó morreu de câncer. Então, alguém nos lembra que temos que ir ao médico fazer um check up.

Quando começar o exame de próstata? Precisa mesmo de toque retal? Não tem aquele exame de sangue? E o colesterol? Quando preciso fazer o exame de diabetes?  E a colonoscopia, será mesmo necessária?

Mil questionamentos vêm à mente, e passam a nos inquietar até que visitemos um médico. Nessa visita ficaremos sabendo de alguns exames necessários, quando começar, datas para repetir e se for diagnosticado alguma doença, iniciaremos o tratamento.

Devemos nos lembrar entretanto, que a definição do que deve ser feito em uma avaliação médica periódica deve ser individualizada, levando-se em conta sexo, idade, ocupação, hábitos e antecedentes de cada indivíduo.

O mais importante no check up é história clínica e exame físico, para se avaliar os riscos pessoais, antecedentes e hábitos. O exame físico pode surpreender alterações na pele, na cavidade oral, nos pulmões, coração, massas abdominais, nódulo na próstata ou alterações da pressão sanguínea, que indiquem a necessidade de exames complementares.

Para se completar a avaliação rotineiramente se inclui glicemia, colesterol total e frações, triglicérides, creatinina e exame de urina. As mulheres realizam desde cedo o famoso papanicolau anualmente, além da ultrassonografia de mamas, ou mamografia, conforme a idade. Já para os homens está indicada a avaliação da próstata.

Conforme indicam as sociedades de urologia ao redor do mundo, em homens sem antecedentes de câncer de próstata na família, inicia-se o check up anual em torno dos 50 anos, e naqueles com antecedentes familiares indica-se começar aos 40 anos. Esta avaliação inclui o toque retal e a dosagem de PSA (antígeno prostático específico) total e livre, além da creatinina sérica e exame de urina. Opcionalmente solicita-se ultrassonografia das vias urinárias e da próstata. Com estes exames objetivamos não apenas identificar precocemente o câncer de próstata, mas também avaliar a função miccional, o crescimento benigno da próstata, além de uma conversa sobre a função sexual.

Pouco a pouco chegamos à conclusão: o outono da vida está aí! É preciso tomar uma atitude, antes que venha o acinzentado inverno. Preparar uma dose extra de saúde, ir para academia, perder uns quilinhos, deixar de fumar, fazer hidroginástica, corrigir a postura, beber mais água, comer de forma mais saudável, fazer ioga, diminuir o estresse e aproveitar melhor os anos de vida que temos pela frente.

O decorrer desta fase trará certamente consigo algumas perdas, decepções, frustrações e, diferentemente da primavera ou do verão, não teremos mais uma “vida toda pela frente” para consertar, mudar de rumo, de profissão, etc. Precisaremos de mais serenidade para enfrentar os obstáculos, mais complacência conosco mesmos, e por que não umas sessões de psicoterapia?

Sim, precisaremos não apenas olhar o futuro, mas entender o passado para corrigir o presente, enquanto é tempo. Afinal, no inverno teremos o que armazenamos hoje. Seremos fruto de nossas decisões atuais. Nossa saúde será resultado do que plantamos ao longo das estações. Uma vida permeada de hábitos saudáveis e cuidados freqüentes, com visitas regulares ao cardiologista, ao urologista, ao ginecologista e ao geriatra, certamente proporcionará um inverno com mais qualidade e menos desconfortos.

E para encarar essa realidade com serenidade e determinação, relacionamentos saudáveis, apoio e consolo nos estimulam e encorajam a caminhar em frente. E, junto com os amigos, por que não uma taça de vinho, pra proteger o coração?

Boas vindas ao outono!

Saúde a todos!

Resp. Téc.: Dr. Edison Schneider | Urologista - CRM/SP 90777 - RQE - 58213

Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Desenvolvido por