A CAUSA MAIS COMUM DE PÊNIS PEQUENO TEM SOLUÇÃO!

Sob a queixa comum de pênis pequeno, esconde-se o pênis embutido, em adolescentes e adultos obesos ou após cirurgia bariátrica.

 

Uma queixa comum no consultório do urologista é de pênis pequeno. Entretanto, a grande maioria dos pacientes não apresenta um falo de tamanho anormal, mas este se encontra embutido na gordura pré-pubiana, e apenas uma pequena parte do pênis é visível. Esta situação é conhecida como pênis embutido, sendo completamente diferente de micropênis, que é um problema mais raro.

O pênis embutido pode ser congênito ou adquirido com os anos, geralmente decorrente de obesidade e  envelhecimento. Com o progressivo ganho de peso o quadro pode tornar-se pior devido ao acúmulo de gordura na região pré-pubiana, escondendo ainda mais o pênis.
Homes que realizaram cirurgia bariátrica também podem apresentar este pênis escondido pelo excesso de pele resultante do emagrecimento, o que causa uma aparente retração peniana.
Estes homens com pênis embutido podem ter problemas sexuais pois as ereções podem ser dolorosas, com dificuldade de penetração vaginal ou mesmo impossibilidade, além do constrangimento psicológico que esta condição normalmente causa.
Sintomas urinários também podem estar presentes, como gotejamento, jato múltiplo e necessidade de manobras para urinar em pé, ou mesmo a necessidade de urinar sentado.
A higiene local também se torna difícil, devido à pele redundante no local e acúmulo de suor e umidade, podendo causar micoses e infecções bacterianas no local.
A perda de peso pode melhorar parcialmente a condição, principalmente em pacientes mais jovens e com obesidade moderada, mas nos casos mais graves, ou quando a perda de peso não é possível a cirurgia para retirada do excesso de pele e gordura pré-pubiana se torna necessária.
A técnica cirúrgica foi descrita no final dos anos 90 por Gary Alter e tem se mostrado muito eficaz no tratamento estético e funcional destes pênis embutidos. Realiza-se uma incisão transversa na região supra-púbica e retira-se uma camada de gordura da região bem como a pele redundante, o que permite uma melhor exposição peniana. Uma abordagem na parte inferior do pênis melhora também a transição entre o pênis e o escroto, o que torna o corpo peniano ainda mais visível, conferindo grande satisfação aos pacientes operados.
Dr. Schneider realiza este procedimento tanto em crianças quanto em pacientes adultos e mais idosos, possibilitando uma sensível melhora na qualidade de vida destes indivíduos.

                          Resp. Téc.: Dr. Edison Schneider | Urologista - CRM/SP 90777 - RQE - 71712

                          Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

                          Desenvolvido por